A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), promove, durante o mês de outubro, atividades em alusão ao movimento Outubro Rosa.

A Coordenadoria Especial de Políticas para Mulheres da SDHDS articula, dentro da programação, um seminário, aberto ao público, de orientação e prevenção ao câncer de mama. O Seminário “Ame-se, cuide-se, previna-se: suas mãos podem te salvar” será realizado na próxima terça-feira (16/10), às 13h30, no auditório do Instituto de Previdência do Município (IPM).

A atividade terá a presença do Dr. Luiz Porto, diretor do Grupo de Educação e Estudos Oncológicos, além do especialista em psicologia organizacional, Roger Riveras.

A programação do Outubro Rosa da Prefeitura conta ainda com oito rodas de conversa com grupos de idosas, realizadas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). O objetivo é orientar e debater a prevenção do câncer de mama. As rodas de conversa têm início nesta quinta-feira (11/10) e vão até o fim deste mês (29/10).

“A preocupação da Prefeitura é de articular, mobilizar e sensibilizar as mulheres da cidade a procurarem o SUS para realizar os devidos procedimentos para atendimento preventivo. No Brasil, a recomendação do Ministério da Saúde é a realização da mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) em mulheres de 50 a 69 anos, uma vez a cada dois anos”, afirma Natália Rios, titular da Coordenadora Especial de Políticas para Mulheres.

Movimento Outubro Rosa

O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença. No Brasil, a recomendação do Ministério da Saúde é a realização da mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) em mulheres de 50 a 69 anos, uma vez a cada dois anos.